Imprensa

Voltar

Notícias

05/out/2009 às 15:07

COOPERHAF RECEBE HOJE PREMIAÇÃO EM WASHINGTON

   Na ocasião, ele representou a Cooperhaf, que recebeu o troféu pela conquista do prêmio através do ProjetoCaprichando a Morada, que é desenvolvido pela Cooperhaf em conjunto com aFederação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf), com o Sistema deCrédito Rural com Interação Solidária (Cresol Central SC/RS) e sindicatosdos trabalhadores da agricultura familiar de todo o Brasil.
    Pela manhã, o coordenadorda Cooperhaf discursou ao receber a premiação, a tarde participa de um Fórum sobreLivres Comunidades, que irámostrar uma variedade de perspectivas na resolução 2009 do tema do Dia Mundialdo Habitat "Planejando Nosso Futuro Urbano", e a noite participa de jantarcomemorativo ao Dia Mundial do Habitat.
    Participam dasprogramações, representantes das entidades vencedoras, da Fundação Construção eHabitação Social (Building and Social Housing Foundation), o diretor doConselho de Política Interna da Casa Branca, Melody Barnes, oprefeito de Washington, Mayor Adrian Fenty, o membro honorário dacomissão do Dia Mundial do Habitat, o cantor Jon Bom Jovi, entre outrasautoridades.

 

Segue abaixo discurso dopresidente e coordenador da Cooperhaf:

 

SENHORASE SENHORES BOM DIA

 

É com imensa satisfação e alegria que estou aqui representando a Cooperativade Habitação dos Agricultores Familiares (Cooperhaf).

Para milhares de pessoas, hoje é um dia comum, mas para mim, comorepresentante de uma entidade que defende a habitação, principalmente habitaçãopara o meio rural, como uma condição digna do ser humano, hoje é um diadiferente. Posso afirmar que poucas vezes em minha vida tive um momento tãograndioso. É um momento de júbilo, de satisfação e, sobretudo, de gratidão. Sermerecedor deste prêmio é uma oportunidade impar e privilegiada.

Na década de 80 aFederação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf) descobriu que alémde lutar por política agrícola, aposentadoria, saúde, precisava construir aintervenção econômica, através de cooperativas e agroindústrias. Além deconquistar e construir cooperativas de produção, de crédito e centenas deagroindústrias familiares, percebeu também que os agricultores não queriammelhorar somente as suas condições de produção. Queriam melhorar também as suascondições sociais. Foi neste processo que nasceu a ideia de colocar na pauta dereivindicações, o tema habitação, então em outubro de 2001 nasceu a Cooperhaf.

O primeiro passo foi dado, o governo Lula deu-nos atenção, teve asensibilidade de acatar a nossa pauta e depois disso, a luta da agriculturafamiliar colocou a questão da habitação como integrante das políticas públicas,num processo inédito no país. Tanto é que neste ano, pela primeira vez no Brasil,o governo federal sancionou um programa de habitação especifico paraagricultores e trabalhadores rurais do Brasil.

Desde que iniciamos nosso trabalho na região Sul do Brasil, nospropomos, não apenas a construir moradias, mas contribuir para a melhora naqualidade de vida dos agricultores e incentivar a permanência dos mesmos nocampo. Foi então, que através da nossa organização social articulada e umaequipe técnica qualificada nasceu o Projeto Caprichando a Morada.

O projeto Caprichando a Morada interfere diretamente na autoestima doagricultor e da agricultora familiar, levando em conta que o lugar onde moramtem ligação direta com a vida de qualidade, é por isso que neste projetoincentivamos a formação de hortas, pomares, projetos de ajardinamento dosarredores, agricultura de subsistência, enfim, a construir um lugar saudável esustentável.

Sempre acreditamos que as tecnologias podem aliar saber popular,organização social e conhecimento técnico-científico, por isso que nossa propostaé inovadora, de desenvolvimento e que considera participação da comunidade noprocesso.

A experiência deu certo e foi expandida para diversas regiões do Brasil,principalmente porque o agricultor e a agricultora familiar viram nacooperativa, um instrumento de fortalecimento da sua luta.

Conseguimos identificar soluções inovadoras para problemas complexos naárea de habitação, disseminamos histórias de sucesso sobre as mudanças nosistema, contribuímos na melhora da qualidade de vida das pessoas e nodesenvolvimento de políticas públicas habitacionais, mas estamos cientes de quenosso desafio ainda é grande.

Por fim agradeço à equipe Cooperhaf (funcionários e coordenadores), asentidades parceiras, lideranças, sindicatos, cooperativas de crédito, agricultoresfamiliares, que acreditam no nosso projeto e conjuntamente trabalham nodesenvolvimento e efetivação do processo que hoje é reconhecido mundialmente.

Muito Obrigada !

Celso Ricardo Ludwig