Imprensa

Voltar

Notícias

24/set/2010 às 17:04

Cooperhaf Rio Grande do Sul e Cresol entregam primeiro projeto de G2 casa nova

Na tarde de ontem, durante ato de assinatura de contratos, no Centro Cultural de Tenente Portela e com a presença do gerente da Caixa Econômica Federal (CEF), Agência de Três Passos, Jean Michel Hubner, e o Superintendente da CEF, Regional de Passo Fundo, Ruben Grams, foi entregue o primeiro projeto de PNHR - G2 casa nova, pela coordenadora Estadual da Cooperhaf-RS, Adriana Maragno Grando.

O processo completo com documentação das glebas rurais dos beneficiários, o projeto de engenharia e projeto social foram entregues ao gerente da Caixa agência de Três Passos para sua primeira análise, conhecimento e parecer, com posterior encaminhamento à REDUR Passo Fundo para análise técnica.
Foi entregue documentação de cinco famílias residentes no interior de Miraguaí – projeto encaminhado através da CRESOL Tenente Portela. “Para a Cooperhaf, os agricultores familiares, o Sindicato e a Cresol, este Programa Nacional de Habitação Rural dividido em três grupos, com diferentes tipos de renda, é fruto de muitas lutas, muito trabalho e organização. Só quem trabalha com isso sabe o quanto é importante para o agricultor ter uma moradia digna para abrigar sua família”, afirmou a coordenadora da Cooperhaf RS, Adriana, destacando que o G2 é um público excluído anteriormente de outros programas que agora será beneficiado. 
Poderão ser beneficiários do G2 os agricultores familiares com renda anual de R$ 10.000,01 a R$ 22.000,00, que ainda não foram beneficiários com recursos da União para fins habitacionais, que não tenham restrição cadastral de CPF, CADIN, SERASA, SINADI, entre outros, e que não tenham financiamento imobiliário ativo em qualquer localidade do País. 
Para Adriana, além desses cinco projetos de casas novas, muitos outros ainda virão. “Temos cerca de dois mil projetos de G2 na Cooperhaf, entre casa nova e reforma, que está sendo organizada a documentação e orçamentos para posterior envio às agência da CAIXA”, conclui ela, pedindo agilidade aos Sindicatos e Cresóis, em providenciar a documentação atualizada e correta dos beneficiários.

 

Texto e foto: Deuvanes Consalter

                       Cooperhaf RS