Imprensa

Voltar

Notícias

07/jan/2013 às 09:54

Benefícios de habitação rural crescem em 2012

Em 2012, mais de 40 mil famílias de agricultores e trabalhadores rurais foram beneficiadas por meio do Programa Nacional de Habitação Rural, no Brasil inteiro, segundo a Caixa Econômica Federal.

O resultado representa um crescimento de 225% em relação a 2011. Desde o início do Programa, em setembro de 2009, mais de 57 mil famílias conquistaram o direito à moradia digna e quase R$ 1 bilhão já foi investido no setor.

Enquadram-se no Programa os agricultores familiares e os trabalhadores rurais, além dos pescadores artesanais, extrativistas, aqüicultores, maricultores, piscicultores, ribeirinhos, comunidades quilombolas, povos indígenas e demais comunidades tradicionais.

As famílias são organizadas por entidade representativa sem fins lucrativos- município, estado, sindicatos, cooperativa, no caso da Cooperhaf, ou associações, que apresenta o projeto para a CAIXA.

No estado de Santa Catarina, desde o início do Programa Nacional de Habitação Rural, foram realizadas 5.281 contratações. Vale ressaltar que destas, 2099 unidades foram organizadas e contratadas por meio da Cooperhaf.

Ainda de acordo com a Caixa Econômica Federal, na região Oeste, no mesmo período, o número de contratos assinados chega a 3.046, com investimentos que ultrapassam R$ 63 milhões. A maior parte dos beneficiados, 2.183, se enquadra no Grupo I, ou seja, famílias com renda anual de até R$ 15 mil. Os demais, 863, fazem parte dos Grupos II e III, famílias com renda anual entre R$ 15 mil e R$ 60 mil.

Fonte : Super Condá

Relembrando :

Desde que começou a ser operado, em 2009, a Cooperhaf contabilizou a contratação, por meio da Caixa Econômica Federal, de 5.921 projetos de habitação rural através do PNHR – Programa Nacional de Habitação Rural Minha Casa Minha Vida, sendo 2.099 em Santa Catarina, 1.778 no Paraná e 2.044 no Rio Grande do Sul.

Somente neste ano de 2012 foram assinados 3.018 contratos e 952 projetos já foram entregues nas agencias das Caixas e estão em fase de análise. São milhares de famílias agricultoras dos três estados do sul, beneficiadas com reforma ou novas moradias e que realizaram o sonho de viver melhor no meio rural.

 Além dos milhares de contratos assinados, uma importante conquista em 2012, foi a entrada do Banco do Brasil, mais um agente financeiro habilitado para operar o PNHR.  A Cooperhaf foi a pioneira e assinou cerca de 20 contratos para um projeto piloto realizado entre agricultores familiares, cooperativa e Banco do Brasil. Foram os primeiros contratos assinados no país.Além disso, as filiais da Cooperhaf em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul entregaram nas agencias do Banco, 1615 projeto que também estão em fase de análise.