Imprensa

Voltar

Notícias

14/jan/2013 às 13:46

Veja um resumo dos investimentos em habitação em 2012 e o que está previsto para 2013 no Brasil

Durante o ano de 2012, a Caixa Econômica Federal realizou R$ 101 bilhões em contratações do crédito imobiliário. O volume corresponde a um crescimento de 33,8% em relação ao mesmo período no ano de 2011, quando realizou R$ 75,4 bilhões em contratações.

Somente em 2012, a Caixa beneficiou  mais de 40 mil famílias de agricultores e trabalhadores rurais por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). O resultado representa um crescimento de 225% em relação a 2011. Desde o início do Programa, em setembro de 2009, mais de 57 mil famílias conquistaram o direito à moradia digna e quase R$ 1 bilhão já foi investido no setor.

Vale ressaltar que a Caixa, em parceria com Cooperhaf contratou, também em 2012, 3.018 projetos de habitação e 952 projetos foram entregues nas agencias das Caixas e estão em fase de análise. Desde que começou a ser operado, em 2009, a Cooperhaf contabilizou a contratação, de 5.921 projetos de habitação rural através do PNHR, sendo 2.099 em Santa Catarina, 1.778 no Paraná e 2.044 no Rio Grande do Sul.

MINHA CASA MINHA VIDA

Em anúncio feito em dezembro, pela presidente Dilma Rousseff, o governo Federal, contratou mais de 1 milhão de unidades habitacionais, além das moradias entregues,  totalizando R$ 155 bilhões em investimentos.

Além desse volume, propostas para construção de mais 300 mil novas moradias estão em análise na Caixa. Até 2014, a previsão é de contratação de mais 1,4 milhão de novas moradias, envolvendo recursos diretos da ordem de R$ 85 bilhões.

O programa, até o momento, fomentou 1,4 milhão de postos de trabalhos formais, viabilizados pelo volume de unidades contratadas. Mais de 2.600 empresas contrataram empreendimentos pelo PMCMV.

FGTS

Para este ano de 2013, o Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) anunciou que irá destinar R$ 59,6 bilhões à construção de novas moradias e a melhorias da infraestrutura urbana. Os recursos devem beneficiar diretamente cerca de 550 mil famílias - especialmente por meio do programa Minha Casa, Minha Vida - e faz parte de um pacote de R$ 240 bilhões que devem ser investidos no setor até 2016.

Dos R$ 59,6 bilhões previstos para 2013, a maior parte vai para a construção de moradias: R$ 46,4 bilhões, dos quais R$ 36,7 bilhões exclusivamente para a habitação popular;

PNHR

Na habitação rural, através de Instrução Normativa, o Ministério das Cidades divulgou a meta de construção de 60 mil unidades pelo PNHR. Destas, 4.551 mil unidades serão no Sul do Brasil, as demais distribuídas nas demais regiões do país.


Assessoria de Imprensa Cooperhaf

Fontes: Agencia Brasil / MCidades / Caixa Econômica Federal