Imprensa

Voltar

Notícias

14/mai/2014 às 10:24

400 pessoas participam de evento no extremo-oeste de Santa Catarina

2014 foi declarado o Ano Internacional da Agricultura Familiar pela Organização das Nações Unidas (ONU) e para comemorar o ato a FETRAF-SUL/CUT está realizando diversos eventos no sul do país, entre eles, a Caravana da Agricultura Familiar. Nesta terça-feira, 13, a Federação juntamente com a Cresol Central, Unicafes e Cooperhaf, promoveu o primeiro encontro da Caravana em Santa Catarina no município de Guaraciaba e reuniu mais de 400 pessoas.

Agricultores familiares, lideranças, alunos e professores de escolas rurais participaram dos debates sobre habitação e o desenvolvimento local e qualidade de vida; novo código florestal brasileiro e o Cadastro Ambiental Rural; Juventude e sucessão; saúde para a agricultura familiar e o programa Mais Médicos; produção e soberania alimentar e mercados institucionais; cooperativismo e associativismo e os desafios da mulher no espaço rural. A Epagri também apresentou um painel sobre pesquisa e tecnologia para a agricultura familiar e reafirmou a necessidade de criar um centro de pesquisa na região para tratar de assuntos relacionados à categoria.

As entidades promotoras da Caravana da Agricultura Familiar de Santa Catarina contribuíram com os debates e fomentaram as discussões sobre a importância dos agricultores para o Brasil. “É através da nossa participação que construímos a transformação social e uma nova sociedade mais justa e fraterna”, disse a presidente da Cooperfamiliar e representante da Unicafes, Sandra Bergamin.

A presidente da Cooperhaf, Liane Kothe, e o presidente da Cresol Dionísio Cerqueira, Geovane Giebelmeier, relembraram as políticas públicas conquistadas através da luta e afirmaram que o papel da agricultura vai além de produzir alimentos e preservar o meio ambiente, a agricultura familiar é também um espaço e projeto de vida.

Para a FETRAF-SUL/CUT este ano é o momento de comemorar a parceria entre as entidades e conquistar novas políticas públicas. “Queremos uma educação que valorize os agricultores familiares e que desenvolva os pequenos municípios. Estamos em busca de políticas públicas que vão melhorar o meio rural e qualidade de vida dos agricultores. É hora de projetar e planejar o nosso futuro”, salientou o coordenador da FETRAF-SUL/CUT em Santa Catarina, Alexandre Bergamin. A juventude presente no evento reivindicou um campus da Universidade Federal da Fronteira Sul para o município de São Miguel do Oeste.

A próxima etapa da Caravana da Agricultura Familiar no Estado acontece em Alfredo Wagner no dia 17 de maio.

 

 

_______________________________________

    Assessoria de Imprensa FETRAF-SUL/ CUT