Imprensa

Voltar

Notícias

20/nov/2014 às 09:49

Projeto social executado pela Cooperhaf capacita famílias carentes para geração de renda

Na última semana 42 famílias do município gaúcho de Jacutinga, que serão beneficiadas com o Programa Minha Casa Minha Vida – Entidades visitaram o “Viveiros Nói”, localizado em Ronda Alta,RS. Na ocasião, puderam conhecer as estufas de flores, frutíferas e citros da propriedade e, receberam orientações sobre o plantio, cultivo e manejo de plantas.

A ação faz parte do projeto social de capacitação para beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida-Entidades, executado pela Cooperhaf, que beneficia famílias de baixa renda, que vivem nas áreas urbanas. A assistente social da Cooperhaf-RS, Deuvanes Fátima Consalter, conta que esse projeto objetiva oferecer alternativas de renda para os futuros beneficiários do programa. “Essas famílias que hoje vivem em condições precárias de vida e moradia, serão beneficiadas com casas novas no primeiro semestre de 2015. Mas antes mesmo de receber o benefício, são capacitadas para buscarem e desenvolverem autonomia financeira, pois, atualmente, a maioria não tem carteira assinada, são autônomas ou, vivem de doações e projetos sociais, como o Programa Bolsa Família”, salienta.

As capacitações ocorrem mensalmente e já foram ministrados cursos de culinária, palestras e oficinas diversas. Além do conhecimento e troca de experiências, essas ações também propiciam às famílias, oportunidade de apreciar novos lugares e sair da rotina. “Muitas pessoas, antes dessa visita pelo projeto, nunca tinham nem saído do município”, revela Deuvanes.
“Eu gostei muito de conhecer o viveiro, porque a gente acha que é simples plantar, mas é uma coisa trabalhosa e a casa fica outra com um bonito jardim, bem caprichado. Eu gosto de flores e quero caprichar na minha casa nova”, fala entusiasmada a futura beneficiária Sharline Fernanda Chagas.
Para possibilitar que as famílias coloquem em prática o aprendizado das capacitações, o município de Jacutinga, em parceria com a Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS - Campus Erechim/RS, projeta a construção de uma estufa de flores que deverá ser administrada pelos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida-Entidades.

O Programa Habitacional Popular – Minha Casa Minha Vida – Entidades (PMCMV-E) tem como objetivo atender as necessidades de habitação da população de baixa renda nas áreas urbanas. As 42 famílias de Jacutinga totalizam 144 pessoas que vivem em barracos, em situação de risco e extrema pobreza, às margens do Rio Jacutinga. A baixa escolaridade, o analfabetismo e o desemprego são fatores predominantes nessa população. Cerca de 7% da população é analfabeta e a renda mensal média das famílias é de meio salário mínimo.

 

____________________________________

  Assessoria de Imprensa da Fetraf-Sul/ Cut