Imprensa

Voltar

Notícias

06/mai/2008 às 15:05

AGRICULTORES FAMILIARES BRASILEIROS VÃO ÀS RUAS EXIGIR POLÍTICA NACIONAL DE HABITAÇÃO RURAL


     
      DISTRITO FEDERAL: Em Brasília, na quarta-feira (07.05) o Ministro das Cidades, Márcio fortes, recebe representantes da Fetraf, Fetraf-Sul, às 16 horas. Na quinta-feira (08.05) já está marcada uma audiência com o Ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel. Na sexta-feira a audiência é com o Ministro da Educação e Cultura, Fernando Haddad.
      RIO GRANDE DO SUL:No Rio Grande do Sul, os agricultores familiares vão estar mobilizados por uma Política de Habitação Rural no município de Passo Fundo, nesta quarta e quinta (7 e 8), no centro da cidade, a partir das 9h da manhã, durante os dois dias.Além da manifestação, na quarta-feira (07.05), representantes da Fetraf-Sul estarão reunidos em Porto Alegre, com o Chefe da Casa Civil, Cézar Busatto, em uma audiência para encaminhar as demandas com as secretarias de Agricultura, Habitação, Infra-Estrutura e Irrigação. A pauta gaúcha do setor que exige investimentos no abastecimento de água e irrigação para a agricultura familiar e maior qualidade na energia elétrica que vai para o interior. Hoje muito agricultores possuem equipamentos que não podem ser utilizados por causa da péssima qualidade da energia.Também será exigido uma contra-partida por parte do Governo do Estado em relação aos programas de habitação rural desenvolvidos no Rio Grande do Sul. Também faz parte da pauta é a adesão do Estado ao Suasa (Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária). Outra questão importante é em relação da UERGS onde se luta contra o abandona da Universidade e por mais investimentos em pessoal e estrutura.
      SANTA CATARINA:No estado de Santa Catarina, a Fetraf-Sul estará promovendo na quarta-feira (07.05) grandes mobilizações nas cidades de Chapecó, São Miguel do Oeste e em Canoinhas. Todos os atos iniciam às 9h30min no centro das cidades e vão durar o dia todo.Na quinta-feira (08.05), representantes da Fetraf-Sul e Cooperhaf entregam a pauta de reivindicações catarinense ao governo do Estado que prevê a criação de uma política de compensação aos serviços ambientais prestados pelos agricultores familiares na preservação da mata, água e rios, através de transferências de recursos financeiros. Também reivindica um projeto de apoio a comercialização com programas ou linhas de ações para a Aquisição Direta de Alimentos da agricultura familiar, atendendo 500 novas famílias de agricultores familiares por ano com valor por família de R$ 3.500,00. Totalizando R$ 1,75 milhões de reais em 2008.A pauta Catarinense também prevê a garantia de que a agricultura familiar continue sendo principal produtora de leite no Estado, evitando a concentração, a verticalização e a conseqüente exclusão dos agricultores familiares da atividade. Também estabelecer ações para viabilizar a habitação rural como instrumento de melhoria das condições de vida das famílias de agricultores e incentivo a permanência na atividade, integrando a política nacional de habitação para agricultura familiar. E a criação de uma legislação capaz de institucionalizar as agroindústrias familiares como um processo diferenciado de produção, industrialização e comercialização.
      PARANÁ:No estado do Paraná, as manifestações acontecem na quarta-feira (07.05) e vão envolver centenas de agricultores familiares nos municípios de Cascavel e São Mateus do Sul. As mobilizações iniciam pela manhã nas praças centrais das cidades e estão previstas para encerrar no final da quinta-feira (08.05). Serão dois dias reivindicando uma Política Nacional de Habitação e protestando contra as mudanças na aposentadoria rural previstas na MP 410.Na segunda-feira (05.05), foi feita a entrega da pauta de reivindicações da Agricultura Familiar, ao Governador do estado, Roberto Requião solicitando a criação do Programa Estadual de Habitação Rural, transformando o que existe hoje através da COHAPAR, numa política permanente de estado. Também a liberação de recursos, através da Secretaria de Trabalho e Emprego, Secretaria de educação a um programa de qualificação profissional de jovens e adultos articulando a certificação de ensino fundamental e médio aos agricultores familiares.  A pauta reivindica também a liberação de técnicos e engenheiros do quadro do Estado, para acompanhar especificamente às ações desenvolvidas pela Fetraf-Sul nos programas de Habitação, Agroindústria Familiar, soja sustentável, preservação ambiental, PAA, PRONAF, agrocombustíveis, através de convênio a ser celebrado entre o governo do estado e a Fetraf-Sul.
      SÃO PAULO:Mobilização no estado: 07 e 08 de maio
      MARANHÃO: Mobilização no estado: Atos nos dias 07 e 08 de maio,
     PERNAMBUCO:Mobilização no estado: 10 ações nos dias 05 e 06 de maio de 2008, envolvendo oito mil pessoas; Participação nas audiências em Brasília: João Santos e mais quatro pessoas;
      RIO GRANDE DO NORTE: Mobilização no estado: Audiências no estado para discutir pautaPIAUÍ: Mobilização no estado: dia 08 de maio
      PARÁ: Participação nas audiências em Brasília
      TOCANTINS:Participação das audiências em Brasília:
    AMAZONAS: Mobilização no estado: Caminhada para simbolizar mobilização